O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, disse esta sexta-feira, em Vilnius, que é importante que Portugal se mantenha comprometido com os objetivos do défice acordados com a troika, considerando que uma discussão sobre novas metas não é «um bom sinal».

«Acho que é importante manter o que acordámos no âmbito do programa, incluindo também as metas do défice. Não acho que seja um bom sinal manter viva a discussão» sobre a alteração das metas, afirmou Dijsselbloem, à chegada de uma reunião dos ministros das Finanças da zona euro, na capital lituana.

O presidente do Eurogrupo acrescentou que «o mundo exterior deve perceber que Portugal e o Governo português estão comprometidos com o que tem de ser feito e com o que foi acordado, e isso ajudará à saída do programa o mais depressa possível».