O euro seguia esta segunda-feira a desvalorizar face à divisa norte-americana e transacionava abaixo da barreira dos 1,36 dólares, depois da circulação de rumores sobre um acordo em Washington relativo ao Orçamento dos Estados Unidos.

Pelas 18:30 de Lisboa, a moeda única negociava nos 1,3580 dólares, abaixo dos 1,3619 dólares a que transacionava na sexta-feira, sensivelmente à mesma hora, de acordo com a agência de informação financeira Bloomberg.

No mercado de divisas faltaram impulsos de dados económicos relevantes e o único assunto que teve impacto nas transações foi a negociação entre democratas e republicanos em torno do Orçamento nos Estados Unidos.

Durante a tarde circularam rumores de que as partes teriam alcançado um acordo, mas alguns operadores de mercado argumentam que estes são infundados, segundo a Bloomberg.

A antiga responsável pela gestão do Orçamento dos Estados Unidos quando o país enfrentou a última paralisia, em 1995, alertou esta tarde que não aumentar o teto da dívida pública «lançará o mundo num caos financeiro muito, muito perigoso».

Alice Rivlin estava à frente do departamento que gere o orçamento federal da última vez que os republicanos e os democratas são se entenderam relativamente à subida do teto da dívida, fundamental para assegurar o funcionamento do Estado norte-americano.