Os clientes com empréstimos à habitação indexados às Euribor a três e a seis meses vão voltar a pagar menos pela prestação da casa a partir de março, beneficiando do acentuar dos valores negativos das taxas Euribor.

As taxas Euribor têm registado uma tendência de queda que dura já desde 2008, mas que se acentuou nos últimos anos e, sobretudo, nos meses finais do ano passado, quando a média mensal foi mesmo para valores negativos, o que é histórico.

Tal reflete-se nos valores pagos aos bancos pelas famílias que pediram dinheiro para a compra de casa, uma vez que em Portugal 90% dos contratos de crédito à habitação usam taxa de juro variável, sendo a taxa Euribor a seis meses o indexante mais usado, seguido da taxa a três meses.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de mais de 50 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

Em Portugal, a Caixa Geral de Depósitos faz parte deste painel.