A agência de Moody's anunciou esta madrugada estar a rever as notações dos seis maiores bancos norte-americanos com o JPMorgan Chase, Wells Fargo, Morgan Stanley e Goldman Sachs a poderem ver uma queda da avaliação.

Já o Banco da América e o Citigroup estão também a ser alvo da análise da agência de notação, mas a classificação final é ainda incerta, revelou a Moody's em comunicado.

A decisão de avaliação foi tomada tendo em conta as menores possibilidades de apoio que a Moody's prevê por parte do Governo dos Estados Unidos como consequência do impacto das políticas de resolução bancária de Washington.

Outras entidades, como o New York Mellon e o State Street, que já estavam a ser alvo de análise com vista a uma possível redução da notação, estão também incluídos no lote das avaliações.

A Moody's explicou que a revisão terá em conta, entre outros fatores, as consequências que podem ter as políticas norte-americanas nos detentores de títulos caso as entidades sejam alvo de resgate com uma consequente queda desse valor.

A revisão será feita de acordo com a chamada Lei Dodd-Frank, a ambiciosa legislação de reforma financeira que foi estabelecida em 2008 após a crise económica.