O banco de investimento JPMorgan Chase & Co vai pagar 614 milhões de dólares (454 milhões de euros) ao Governo norte-americano por ter concedido durante mais de uma década empréstimos que não reuniam os requisitos exigidos pelas agências federais.

O acordo do maior banco em ativos dos Estados Unidos e o Governo foi alcançado depois do litígio após aprovação de créditos que não cumpriam os requisitos exigidos pelos departamentos de supervisão.

Como consequência do crédito fraudulento, as agências tiveram de cobrir as perdas derivadas das concessões.

Para o banco, que tem enfrentado vários processos, o acordo representa um «passo significativo nos esforços da empresa» em ultrapassar problemas históricos relacionados com hipotecas.

As batalhas legais do JPMorgan Chase & Co fizeram, por exemplo, o banco registar no terceiro trimestre do ano passado um prejuízo de 9.000 milhões de dólares (6.655 milhões de euros), devido a custos legais.