Está feito! Portugal conquistou o primeiro título que campeão europeu de futebol e, além a alegria generalizada dos portugueses espalhados pelo mundo, há um impacto económico positivo que será contabilizado.

Antes do início da competição um estudo do Instituto Português de Administração e Marketing (IPAM), revelava que a conquista do título europeu pela seleção nacional teria um impacto económico de 609 milhões de euros.

De acordo com o estudo, mesmo que a equipa lusa não passasse aos oitavos de final, os três jogos relativos à fase de grupos representariam, só por si, um impacto económico para o país de "438 milhões”.

A presença de Portugal nos oitavos de final, dizia o mesmo estudo, teria um retorno de 27 milhões, o mesmo montante alcançado nos quartos de final.

Caso Portugal chegasse às meias-finais da competição, o impacto seria de 43 milhões, enquanto a presença na final ascenderia a 64 milhões.

Mesmo que tivéssemos sido eliminados na fase de grupos, o estudo indicava que “o facto de os portugueses continuarem a acompanhar a competição”, representaria “um impacto de mais 161 milhões de euros”, decorrentes dos prémios de jogo, a venda de produtos oficiais e de jornais, as viagens de avião, as apostas online ou dos consumos na restauração e em casa.