Os pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos subiram inesperadamente na semana terminada a 26 de abril, o máximo de nove semanas, divulgou hoje o Departamento do Trabalho norte-americano.

De acordo com a Bloomberg, os pedidos de subsídio subiram 14.000 para 344.000, o máximo desde 22 de fevereiro, o que demonstra a dificuldade de ajustamento às variações sazonais, como é o caso das férias da Páscoa.

Este valor ficou acima das estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg, que apontavam para 320.000.

«Normalmente há alguns problemas com os ajustamentos sazonais à volta da Páscoa», disse à Bloomberg David Sloan, economista-senior da 4cast.