Os precários do Estado vão manifestar-se para o mês que vem.

Marcaram uma concentração para 7 de abril em Lisboa, junto ao ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. 

Queixam-se do atraso na concretização do programa de regularização extraordinária de vínculos precários na administração pública.

Na semana passada, o ministro das Finanças disse que já foram abertos 16 concursos para integração de trabalhadores precários nas áreas da presidência e modernização administrativa, e na defesa nacional.

Mário Centeno disse ainda que já foram deliberados, no total, quase nove mil pareceres. Mais de 7.800 pareceres favoráveis pelas comissões de avaliação bipartidas, e 1.224 pareces favoráveis homologados referentes à administração direta e indireta do Estado.