O comissário europeu dos Assuntos Económicos está confiante que a Irlanda, tal como a Espanha, irá concluir com sucesso o programa de assistência financeira.

«Ainda é muito cedo para termos uma decisão final», sobre programas cautelares, disse, acrescentando que «ainda temos algumas semanas pela frente, mas tanto a Irlanda como a Espanha registaram melhorias importantes nas suas economias, apoiadas pelos programas de assistência», disse Olli Rehn aos jornalistas, à chegada para uma reunião do Eurogrupo, no Luxemburgo.

Para Rehn, os dois países «têm boas hipóteses de concluir os seus programas com sucesso».

Questionado sobre uma eventual linha de crédito cautelar para apoiar a Irlanda no regresso aos mercados, Rehn admitiu que «essa é uma possibilidade» e que «é por isso que essas linhas foram criadas».

No sábado, o primeiro-ministro irlandês, Enda Kenny, anunciou numa conferência de imprensa o fim do programa de assistência financeira a 15 de dezembro, estando ainda por decidir um eventual mecanismo de apoio financeiro por parte das instituições europeias.

Já a Espanha deverá terminar no fim deste ano, tal como inicialmente acordado, o programa de assistência ao seu sistema bancário.