A dívida pública espanhola atingiu no segundo trimestre um recorde de 942.758 milhões de euros, ou 92,2% do PIB, o que equivale a mais 17,16% do que no período homólogo do ano passado.

Segundo os dados publicados hoje pelo Banco de Espanha, o maior aumento da dívida entre abril e junho de 2013 corresponde à administração central do Estado, que elevou o seu endividamento para 818.375 milhões, mais 20,31% do que há um ano.

Quanto às autonomias, a sua dívida total alcançou os 193.296 milhões, mais 14,84%, o que também representa um recorde.