Foram 4 os banqueiros do banco espanhol Caixa Penedès, entretanto extinto, que foram condenados esta quinta-feira a penas de prisão por delito de administração desleal continuada.

Mas no último momento, segundo o El País, os banqueiros conseguiram uma descida substancial na pena, depois de admitirem o crime perante a Audiência Nacional e devolver 28,6 milhões de euros dos 30,6 milhões dos seus planos de pensões.

Segundo o juíz, os banqueiros terão colocado os interesses pessoais à frente dos interesses sociais, abusando da confiança que lhe foi depositada.

Ainda assim, entendeu-se que com a evolução do dinheiro se restaurou a ordem jurídico e se compensou os queixosos.

O ex-diretor do banco, Ricard Pagès, foi condenado a 2 anos de prisão, e os 3 principais membros da sua cúpula foram condenados a um ano cada um.