Os portugueses trocaram 57.889 notas de escudo, entre 26 e 29 de dezembro, totalizando 882.478,23 euros em contravalor, segundo dados do Banco de Portugal (BdP) enviados à Lusa.

Entre os dias 26 e 29 de dezembro, foram trocadas 57.889 notas de escudo, das quais apenas 12.837 notas com data de prescrição a 01 de janeiro de 2018”, informou a instituição financeira.

De acordo com o BdP, o contravalor do total de notas de escudo trocadas foi de 882.478,23 euros, dos quais 200.282,32 euros referentes às notas com data de prescrição a 01 de janeiro de 2018.

O prazo para trocar cinco chapas de notas de mil, dois mil, cinco mil e dez mil escudos terminou em 29 de dezembro. Em causa estão 2,7 milhões de notas de mil escudos-chapa 12 com a efígie de Teófilo Braga, 500 mil notas de dois mil escudos-chapa 1 com a efígie de Bartolomeu Dias, 700 mil notas de cinco mil escudos-chapas 2/2A com a efígie de Antero de Quental e 200 mil notas de dez mil escudos-chapa 1 com a efígie de Egas Moniz.

Todas estas notas foram retiradas de circulação em 31 de dezembro de 1997, sendo que as notas de mil escudos-chapa 12 entraram em circulação em 04 de agosto de 1988, as notas de dois mil escudos-chapa 1 circularam a partir de 23 de outubro de 1991, as notas de cinco mil escudos-chapa 2 e chapa 2A entraram em circulação em 28 de setembro de 1987 e em 30 de março de 1989, respetivamente. As notas de dez mil escudos-chapa 1 estrearam-se em 02 de outubro de 1989.

De acordo com o BdP, até 30 de abril de 2018 (inclusive) podem ainda ser trocadas as notas de 500 escudos-chapa 12 e, até 29 de fevereiro de 2022 (inclusive), as notas de 500 escudos-chapa 13, mil escudos-chapa 13, dois mil escudos-chapa 2, cinco mil escudos-chapa 3 e 10 mil escudos-chapa 2.