Hélder Bataglia, presidente da ESCOM, recebeu pelo menos 7,5 milhões de euros por consultadoria na área do petróleo em África, revela o «jornal i».

Uma cópia do contrato que Hélder Bataglia assinou com a ES Enterprise, em 2005, revela que o empresário recebeu, pelo menos, 7,5 milhões de euros por parte daquela entidade.

O dinheiro foi recebido na Suíça, onde o presidente ESCOM tem residência fiscal. Esta informação consta de uma carta enviada por Bataglia ao presidente da Comissão de Inquérito, Fernando Negrão.