A escola de negócios da Universidade Nova de Lisboa anunciou hoje que se posiciona entre as 80 melhores do mundo num ranking elaborado por uma agência internacional de rankings para o ensino superior.

«Pelo segundo ano consecutivo, a Nova School of Business and Economics acaba de receber a distinção máxima de 5 palmas e o estatuto de Universal Business School na Convenção da EDUNIVERSAL» - a agência que elabora estes rankings - de acordo com a informação hoje divulgada pela instituição portuguesa.

A distinção foi atribuída durante a convenção, que hoje termina, na Turquia.

A Nova congratula-se com a posição, afirmando que integra «a lista exclusiva das 100 melhores escolas de negócios do mundo».

De acordo com a instituição, este ranking resulta de «uma compilação de recomendações» dos diretores de mil escolas de gestão em todo o mundo, que respondem à questão «Que escola (s) recomenda em cada país a quem nele pretenda estudar?».

«Em Portugal a Nova SBE foi a escola mais referenciada», afirma a instituição em comunicado.

O ranking divide-se por zonas geográficas e integra 154 países.

A lista em que Portugal surge com a Nova (cinco palmas de excelência) e uma percentagem de recomendação de 26, 8 por cento é encabeçada pela Copenhagen Business School (Dinamarca) com uma taxa de recomendação de 67,2%.

Na América do Norte, Harvard atinge 66,4% e Yale 57,6%.

No ano passado, a Nova obteve uma taxa de recomendação de 25,8 por cento.

Outras instituições portuguesas figuram nesta tabela com as suas escolas de negócios, em posições de quatro e três palmas de excelência: A Universidade Católica, com uma taxa de recomendação de 24,8 por cento, contra 19,6% no ano passado, a Universidade do Porto, com 20,4% (11,9 em 2013), o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, com 16% (13,7% em 2013) e a Universidade de Lisboa, com 8,8% (7,4% em 2013).