As autoridades norte-americanas estão a investigar mais cinco grupos, por suspeita de manipulação de dados sobre emissões, à semelhança do que aconteceu com a Volkswagen.

Segundo o Financial Times, BMW, Chrysler, General Motors, Land Rover e Mercedes-Benz integram a lista da Agência de Proteção Ambiental, que está a recorrer a veículos de empresas de aluguer e de privados para realizar novos testes de emissões poluentes. 

Esta sexta-feira a Reuters avançou que o Ministério Público francês abriu um inquérito preliminar à Volkswagen por suspeitas de burla agravada.

Já no dia 30 de setembro, a ministra do Ambiente, Ségolène Royal, anunciou que o governo francês vai pedir o reembolso das ajudas públicas pagas pela compra de veículos, na sequência do escândalo da manipulação das emissões poluentes dos motores a diesel da marca alemã.  

A Volkswagen provocou na semana passada a indignação mundial quando admitiu que  11 milhões de carros a diesel em todo o mundo estão equipados com os chamados dispositivos de descativação que ativam controlos de poluição durante os testes, mas automaticamente os desligam quando o carro está em condução.