Ministro da Defesa: «230 trabalhadores já podem pedir reforma»