O presidente da autarquia de Viana do Castelo recusa-se a passar uma declaração em que se compromete a legalizar uma parte das instalações dos estaleiros navais que se encontram sem licença de utilização válida para a indústria. Fonte adiantou ao Negócios que isso não é impeditivo da assinatura do contrato.

O autarca já entregou participações à Procuradoria Geral da República, Provedor de Justiça e Tribunal de Contas.