O número de empresas que declararam processo de insolvência, no primeiro trimestre do ano, diminuiu 17,1% face ao período homólogo de 2013.

Estes dados foram reforçados pela COSEC, esta segunda-feira, que acrescenta dados a nível dos distritos.

Assim, Lisboa regista o maior número de insolvências com 24,6% do total, o que representa uma redução de 8% face a igual período de 2013. A cidade do Porto aponta 23% (-18% face ao mesmo período homólogo), e Braga com 9% (-24% face a igual período de 2013) no que respeita às insolvências.

O distrito que regista menor número de insolvências é o de Beja com apenas 0,3% do total verificado.

Em sentido inverso, estão apenas os Açores que registaram 1,3% de empresas insolventes o que representa um aumento de 35% e Portalegre com 0,8% das insolvências registadas o que conclui um aumento na ordem dos 17% para o distrito.

Os dados do barómetro Informa D&B revelados na passada quinta feira, dão conta de melhorias no primeiro trimestre do ano em relação aos encerramentos com uma diminuição de 17,7%, enquanto no segundo trimestre a diminuição é de 11,8%.

Já o nascimento de empresas reduziu 5,2% quando comparado com o primeiro semestre do ano passado. Por sua vez no segundo trimestre do presente ano os nascimento registaram um aumento de 4,7% em relação ao trimestre homólogo. Os serviços (31%), retalho (16%) e a restauração (11%) são os setores com maior peso nos nascimentos de empresas.

Nos últimos 12 meses do ano, os nascimentos de empresas atingiram um total de 34.585 e os encerramentos de 14.915.

Veja no gráfico abaixo a tendência que as empresas registaram em relação aos encerramentos, nascimentos e insolvências.