Portugal vai pagar antecipadamente ao Fundo Monterário Internacional 800 milhões de euros. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado das Finanças, Mourinho Félix, na reunião de ontem do Eurogrupo, em Bruxelas, a primeira presidida pelo ministro portugues Mário Centeno.

Depois do pagamento desta tranche, fica a faltar um total de 4,5 mil milhões de euros, a uma taxa de juro de 1%.

A 18 de dezembro do ano passado, Portugal anunciou que pagou antecipadamente outra parcela, que vencia entre março e maio de 2021, no montante de 1.001 milhões de euros.

Portugal já saldou cerca de 80% do empréstimo contraído ao FMI, no valor de 26 mil milhões de euros.