A REN prevê investir até 900 milhões a nível internacional entre 2015 e 2018, segundo a Reuters.

No anterior plano estratégico, apresentado em 2012, a empresa tinha previsto investir até 700 milhões em projetos internacionais, mas estes não se concretizaram pois os projetos analisados não convenceram a administração.

O EBITDA da empresa deverá cair para 450-460 milhões de euros, uma queda de cerca de 2% ao ano.

Já a dívida líquida em volume deverá ficar estabilizada nos 2.500 milhões de euros, com um dividendo anual de 0,171 euros por acção.

A empresa prevê ainda um aumento dos lucros de cerca de 10% ao ano e atingir em 2018 entre 120 e 130 milhões de euros, num período em que cortará os investimentos em Portugal para até 200 milhões de euros ao ano.

O 'Regulated Asset Base', base de acivos sobre a qual a remuneração da empresa, deverá ficar estável nos 3.500 milhões.