A REN teve de 84,9 milhões de euros no primeiro semestre do ano, uma quebra de 4,9% (4,4 milhões de euros) relativamente ao período homólogo.O EBITDA atingiu 374,2 milhões, menos 3,4% face ao mesmo período de 2013.

No relatório de divulgação de resultados do exercício, enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários, a empresa diz que o resultado foi influenciado negativamente pela contribuição especial sobre o setor energético estabelecida no Orçamento de Estado de 2014 significando menos 18,8 milhões de euros para a empresa.

«Os resultados foram penalizados pela alteração da remuneração dos terrenos hídricos, pela diminuição das taxas de retorno dos ativos e pela contribuição extraordinária sobre o sector energético. Estes efeitos foram em parte atenuados pela redução ocorrida nos custos financeiros», adianta a empresa.