O lucro da NOS subiu 10,7% para 82,7 milhões de euros em 2015, melhor do que o esperado pelos analistas, apoiado numa forte performance operacional e num "bom momento comercial" que permitiu ganhar quota aos rivais, comunicou a empresa à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

As vendas aumentaram 4,4% para 1.440 milhões e o EBITDA cresceu 4,4% para 533,1 milhões de euros.

"A NOS registou em 2015 o seu melhor ano de sempre, com um crescimento recorde em todos os serviços e com fortes crescimentos de quota de mercado"

A telecom vai propor a distribuição de um dividendo de 16 cêntimos por ação relativo a 2015, mais 14,3% que em 2014.

A margem EBITDA manteve-se estável, em termos homólogos, nos 36,9%. Segundo a NOS, a forte aceleração nos resultados operacionais e financeiros reflete "o bom momento comercial e é apoiado num significativo aumento de investimento tecnológico".

O investimento aumentou 9% para 408 milhões no ano, muito dele para expandir a rede de fibra e para o esforço comercial.

"2015 representa um ano de forte consolidação do projeto NOS, aproximando-nos a passos largos das metas estratégicas a que nos propusemos", afirmou o presidente executivo, Miguel Almeida.

"Esta forte performance em termos operacionais reflete-se de forma significativa no desempenho financeiro com crescimento de receitas, de EBITDA e de resultado líquido, aumentando os nossos níveis de investimento", vincou.