A elétrica Enel Green Power, o terceiro maior produtor de energia eólica em Portugal, vendeu por 900 milhões de euros à First State Wind Energy Investments todos os ativos de energias renováveis no mercado português, concentrados na Finerge.

Além dos parques eólicos que detém nas regiões do centro e norte de Portugal, através da sua filial Finerge, que detém a 100%, o grupo de energias renováveis detém também 40% do consórcio Eneop - Eólicas de Portugal e 33% dos Empreendimentos Eólicos do Vale do Minho.

A Finerge detém também uma participação de 35,96% no consórcio Eneop, e que está atualmente em processo de divisão jurídica de ativos pelos acionistas (a Enel Green Power tem uma posição de 40%, tal como a EDP Renováveis, e a Generg tem os restantes 20%).