EDP Renováveis decidiu suspender uma eventual admissão à negociação de uma Yieldco em Espanha  (veículos negociados em bolsa que gerem um portefólio de activos com receitas reguladas e que distribuem dividendos aos accionistas).

Em comunicado publicado no site da reguladora CMVM, a eólica recordou que, a 22 de Junho, comunicou que estava a contemplar a criação de um veículo a cotar em Espanha, com o foco de monetizar e rodar ativos eólicos europeus, tendo mandatado dois bancos para estudar o assunto.

"Na sequência (i) dos resultados da análise abrangente desenvolvida pela EDPR e pelos seus assessores; e (ii) da evolução das condições do mercado de capitais; a EDPR comunica que decidiu suspender o processo de eventual admissão à negociação em mercado regulamentado de uma YieldCo," adianta a nota.

A estratégia de crescimento da empresa para o período 2014-2017 contempla a rotação de ativos num montante global de 700 milhões de euros, através da cristalização do valor do cashflow futuro dos projetos e reinvestindo-o em projetos com valor acrescentado.

A empresa adiantou que "continuará a avaliar alternativas para a expansão do seu programa de Rotação de Ativos, com o objetivo de manter o seu pilar estratégico de auto-financiamento enquanto captura novas oportunidades de crescimento".

Desde 2012, a EDPR, quarta maior eólica mundial em capacidade instalada executou mais de 1.000 ME em vendas de participações minoritárias em parques nos EUA e na Europa, incluindo a venda à parceira China Three Gorges e as transações de rotação de ativos com investidores institucionais.

Em finais de Julho, a empresa anunciou que, no primeiro semestre, concluiu duas transações de rotação de ativos por um montante de 339 milhões, tendo já executado mais de 70% do seu objetivo cumulativo de rotação de ativos para 2014-17.