A EDP teve lucros de 1.040 milhões de euros em 2014, mais 4% do que no exercício do ano anterior, no resultado líquido atribuível aos acionistas. As contas foram reveladas pela empresa num relatório enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários. O EBITDA do grupo subiu 1% face a 2013, para 3.642 milhões de euros.

Os custos operacionais ascenderam a 1.452 milhões (6% abaixo de 2013). Excluindo o impacto de processo de reestruturação, os custos operacionais recuaram 1%. Os outros custos operacionais líquidos custaram menos 39 milhões de euros do que em 2013.

O investimento operacional consolidado totalizou 1.872 milhões de euros em 2014. Excluindo o «cash-grant» recebido pela EDPR em Jan-13 (91 milhões), relativo a um parque eólico nos EUA instalado no quatro trimestre, o investimento operacional diminuiu 8% (-153 milhões de euros).

O investimento de manutenção caiu 5%, para 623 milhões em 2014. O investimento de expansão totalizou 1.249 milhões, maioritariamente afecto a nova capacidade hídrica e eólica.

O conselho de administração Executivo irá propor na Assembleia Geral de Accionistas a distribuição de um dividendo relativo ao exercício de 2014 no valor de 0,185 euros por ação.