O Governo aprovou o plano de desenvolvimento e investimento em infraestruturas energéticas da EDP Distribuição, revela o Diário Económico. O projeto contempla 517 milhões a investir entre este ano e 2019.

É para já o único de uma lista de planos das energéticas nacionais que foram chumbados pelo regulador. Segundo a ERSE, os chumbos visaram salvaguardar os interesses dos consumidores, a quem cabe o pagamento destes investimentos através das tarifas.

A justificar também a luz vermelha está a reduzida informação, como análises de mercado, cenários macroeconómicos ou ainda metodologias que fundamentem as previsões da procura de gás natural e os investimentos a realizar.

Em causa estavam projetos globais na ordem dos 267,4 milhões de euros, cuja maior fatia cabe à EDP Gás.