A CP – Comboios de Portugal transportou mais três milhões de passageiros em 2014, o que representa um crescimento de 3% face ao ano anterior, mas continua com resultado operacional no vermelho, segundo dados a que a Lusa teve acesso.

Em 2014, a CP transportou 109,785 milhões de passageiros em todos os seus serviços a nível nacional, um crescimento de 3% face a 2013, que representaram um aumento de 5,2% (10,5 milhões de euros) nos proveitos de tráfego para 214,5 milhões de euros.

Apesar da evolução positiva na ordem dos 25 milhões de euros, o resultado operacional da CP foi de 34,4 milhões de euros negativos, que compara com os 59 milhões de euros negativos em 2013.

O EBITDA (resultado antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) de 2014 foi positivo em 14,8 milhões de euros, impulsionado pelo aumento de receita de 10,5 milhões de euros.

Quando comparado com 2013, este valor apresenta uma redução de cerca de 7,2 milhões de euros, decorrente nomeadamente do impacto da redução das indemnizações compensatórias em 16 milhões de euros.

Em valores percentuais, lidera o aumento dos proveitos de tráfego o segmento de Longo Curso com 6,9%, seguido dos serviços urbanos em Lisboa com 4,6%, no Porto com 3%, tendo o serviço Regional registado 3,2% de crescimento.