A Portucel assinou esta segunda-feira um acordo com a Corporacão Financeira Internacional, membro do grupo Banco Mundial, que vai passar a deter 20% da subsidiária em Moçambique.

«A participação da CFI traduzir-se-à na subscrição de 20% do capital da Portucel Moçambique, a ter lugar após o preenchimento das condições habituais neste tipo de operações, o que se deverá verificar no decurso dos próximos três meses. Esta participação poderá atingir, na primeira fase do projeto, até 30,4 milhões de dólares [24,4 milhões de euros]», adianta a empresa, em comunicado enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários.

A empresa acrescenta informa que que a Portucel Moçambique tem como objetivo desenvolver no país um projeto integrado de produção florestal, de pasta de celulose e de energia.

«O projeto encontra-se atualmente no início do desenvolvimento florestal e contempla, numa fase inicial, a plantação em bases sustentáveis de cerca de 40 mil hectares de eucalipto, até final de 2016», adianta o comunicado.

A CFI tem já vindo a colaborar com a Portucel Moçambique através da prestação de assessoria no desenvolvimento do projeto, nomeadamente no planeamento de ações de inclusão das comunidades locais e no fomento do tecido empresarial associado ao projeto.