A eletrónica japonesa Sony informou esta quarta-feira que vai reduzir 2.100 postos de trabalho, mais 1.100 do que a redução anunciada anteriormente, na divisão de negócio de telemóveis até ao final do exercício 2015/2016.

«Incluindo o corte de 1.000 postos de trabalho que tínhamos anunciado anteriormente, estamos a planear uma restruturação total de 2.100 empregos», disse o diretor financeiro da Sony, Kenichiro Yoshida, numa conferência de imprensa.

A primeira fase dos cortes, que corresponde a 15% do pessoal, tinha sido decidida em setembro.

No total, o número de empregados da Sony Mobile Communications deverá ser reduzido em 30% para cerca de 5.000 trabalhadores no final de março de 2016, escreve a AFP.

A Sony disse que a redução de postos de trabalho prevista iria permitir à empresa uma economia substancial nos próximos anos.