Os trabalhadores das empresas de distribuição vão estar em greve em 23 e 24 de dezembro, para reivindicar melhores condições de trabalho, segundo anunciou hoje a Federação Portuguesa dos Sindicatos do Comércio, Escritórios e Serviços (FEPCES).

“Os trabalhadores do setor das empresas de distribuição vão levar a efeito, em todo o território nacional, uma greve nos próximos dias 23 e 24 de dezembro de 2017, das 00:00 às 24:00”, refere a FEPCES, afeto à CGTP, em comunicado.

Em causa, está a negociação do contrato coletivo de trabalho, o aumento dos salários, a progressão automática dos operadores de armazém e a regulação dos horários de trabalho.

“Para os trabalhadores cujo horário de trabalho se inicie antes das 00:00 do dia 23 de dezembro ou termine depois das 24:00 do dia 24 de dezembro de 2017, se a maior parte do seu período de trabalho coincidir com o período de tempo coberto pelo pré-aviso, o mesmo começará a produzir efeitos a partir da hora em que deviam entrar ao serviço, ou prolongará os seus efeitos até à hora em que deviam terminar o trabalho”, sublinha a federação.

A FEPCES esclarece ainda que, durante o período de greve, serão garantidos os serviços necessários à segurança e manutenção do equipamento e das instalações.