O presidente do BPI mostrou-se desagradado com a carta de demissão de Vítor Gaspar. De acordo com o banqueiro, desde que a carta veio a público «nada faz sentido» na vida política portuguesa.

«No atual momento, é particularmente tentador falar da crise política. Não posso falar do que não percebi», começou por referir na conferência COSEC: o Comércio Internacional e a Competitividade da Economia Portuguesa, para depois acrescentar: «De facto, não entendi porque o Dr. Vítor Gaspar se demitiu. Não entendi e não gostei da carta dele».

O banqueiro disse ainda que desde 1 de julho que «não compreende o atual estado da política». «A partir daí, não entendi mais nada», reforçou, confessando-se «desagradado».