A Royal Mail, a principal operadora postal do Reino Unido, anunciou esta terça-feira o corte de 1.600 postos de trabalho numa ação tomada cerca de meio ano após a privatização parcial da empresa.

Em comunicado os responsáveis da companhia salientam que os cortes de postos de trabalho serão concentrados nos serviços administrativos e que as posições no setor de distribuição não serão afetadas.

Por outro lado, acrescenta a nota, serão reconvertidos 300 postos de trabalho, o que traduz uma perda líquida de 1.300 pessoas.

As mudanças na estrutura da companhia irão permitir poupanças equivalente a 60 milhões de euros anualmente.