O grupo Rolls-Royce está a planear reduzir 2600 postos de trabalho, ao longo dos próximos 18 meses. O anúncio foi feito pelo diretor executivo da empresa, John Rishton, citado pela imprensa internacional.
 

A maioria dos postos de trabalho que vão desaparecer são afetos à divisão aeroespacial, com o corte a ser feito já em 2015.

Esta redução de postos de trabalho vai custar à empresa 192 milhões de libras (246 milhões de euros) nos próximos dois anos. A partir daí, a poupança será de 80 milhões de libras (102 milhões de euros).

«Estamos a tomar várias decisões de gestão e a acelerar a evolução nos custos. As medidas anunciadas hoje não serão as últimas, mas irão contribuir para que a Rolls-Royce se torne uma empresa mais forte e mais lucrativa», sublinhou John Rishton.