Os trabalhadores da Direção-Geral do Orçamento (DGO) cumprem na quarta-feira um dia de greve, sendo que a paralisação vai

ser acompanhada por um piquete nas instalações da DGO, em Lisboa, disse à Lusa fonte da Comissão de Trabalhadores.

Os profissionais da Direção-Geral do Orçamento decidiram no dia 18 de setembro, após uma votação, convocar uma greve para o dia 02 de outubro em protesto pela «degradação das condições de trabalho».



«Os trabalhadores da Direção Geral do Orçamento vêm alertando a tutela (Ministério das Finanças), desde meados de 2012, sobre a crescente insatisfação perante a degradação das condiçöes de trabalho e de funcionamento do serviço,

que tem prejudicado o cumprimento da missão que lhes é incumbida», referia o documento divulgado pela Comissão de Trabalhadores (CT), indicando que a paralisação foi decidida «por mais de 85%» dos profissionais da DGO.



De acordo com o mesmo documento da CT, não tendo sido oferecida qualquer solução, «não restou aos trabalhadores outra opção senão a declaração de um dia de greve durante o período de preparação do Orçamento do Estado, no sentido de pressionar a tutela a discutir possíveis soluções com os trabalhadores».



Na Direção-Geral do Orçamento trabalham cerca de 200 profissionais.