Os trabalhadores do Porto de Lisboa iniciam esta segunda-feira mais um período de greve.

O sindicato de estivadores decidiu prolongar as paralisações no Porto de Lisboa até ao dia 24 de fevereiro.

Os estivadores estão contra a contratação de novos trabalhadores, depois de, no ano passado, terem sido despedidos 47 funcionários.

Até ao dia 10 de fevereiro, os trabalhadores no turno das 08h00 às 10h00 vão parar o trabalho para as empresas sócias da «Porlis», maioritariamente pertencentes ao grupo Mota-Engil.

A decisão foi tomada depois de um plenário com os trabalhadores.