A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) realizou uma ação inspetiva nacional em 496 estaleiros de construção de que resultou 72 suspensões de trabalhos em curso e 142 autos de contraordenação.

A ação inspetiva decorreu terça e quarta-feira, contou com a participação de 197 inspetores do trabalho e tinha como objetivo verificar o cumprimento das regras de segurança em pequenos estaleiros de construção civil, sobretudo em trabalhos de manutenção, escreve a Lusa.

De acordo com um comunicado da ACT, tem-se assistido recentemente, por todo o país, ao ressurgimento de plataformas de trabalho (andaimes) que não cumprem as regras de segurança.

Para inverter a situação, a ACT realizou esta ação nacional que abrangeu um universo de 946 empresas e de 2046 trabalhadores.

Foram detetadas 805 infrações às normas de segurança na construção e os inspetores determinaram 946 alterações no contexto em que os trabalhos decorriam, de modo a melhorar a segurança dos trabalhadores, e efetuaram 72 suspensões imediatas dos trabalhos em curso, que apenas poderão recomeçar após autorização da ACT.

Pelas infrações detetadas vão ser instaurados 142 autos de contraordenação.