A nova lei que reduz as compensações aos trabalhadores despedidos entra hoje em vigor. Em caso de despedimento, o trabalhador passa a receber 18 dias de salário por cada ano de trabalho, se o contrato estiver nos primeiros três anos. A partir do 4º ano, a compensação passa a ser de 12 dias.

O diploma mantém os direitos adquiridos, o que significa que os trabalhadores mais antigos, que ganharam o direito a 30 dias ou a 20 por ano, não perdem esse valor.

Entram também em vigor os fundos de compensação, para onde as empresas têm de descontar até 1%, sobre o salário de todos os trabalhadores que contratarem a partir hoje.