O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses denunciou que 30 profissionais subcontratados nos hospitais de Caldas da Rainha e Torres Vedras serão despedidos até ao final do ano e outros 10 até março de 2014, sem que sejam substituídos.

Rui Marroni, dirigente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, disse à Lusa que os enfermeiros, que prestam serviços para esses hospitais do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) através de uma empresa de prestação de serviços, já começaram a receber cartas de despedimento onde são avisados de que os contratos de prestação de serviço cessam no final de dezembro.

Contudo, ao contrário do que acontecia no passado, enfermeiros e sindicato desconhecem a existência de qualquer concurso para adjudicar os serviços a uma nova empresa, motivo pelo qual concluem que «não vão ser substituídos».

O presidente do conselho de administração do CHO, Carlos Sá, confirmou à Lusa a dispensa destes 30 profissionais.

Por seu turno, o sindicato defendeu que «existe uma grande apreensão, porque, apesar de o CHO dizer que são dispensáveis, há três mil dias de folga em dívida para tirarem, o que revela a falta de enfermeiros para serem substituídos nesses dias».

O administrador do CHO confirmou ainda que, até março, vão sair mais 10 enfermeiros, mas que vão reformar-se e não vão ser substituídos, por não serem necessários.

O sindicato defendeu que «não é admissível nem compreensível colocar em risco a prestação, a qualidade e a segurança dos cuidados de enfermagem nestes hospitais, agravando a carência de enfermeiros com a saída destes profissionais», mas para o CHO, «a não só a prestação dos cuidados está assegurada, como vai haver melhorias», resultantes do aumento de horas de enfermagem no seu todo.

Dos 550 enfermeiros espalhados pelos hospitais de Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras, 140 possuem vínculos precários, dos quais metade é subcontratada e outra metade tem contratos a termo certo.

O sindicato adiantou que, dos 30, 60% vão ser despedidos do hospital de Torres Vedras e 40% do das Caldas da Rainha.