O Instituto Nacional de Estatística espanhol revela que a taxa de desemprego baixou 1,2% no terceiro trimestre do ano, o que significa menos 72.900 trabalhadores nas listas oficiais de quem não tem trabalho. Em termos trimestrais, esta foi a queda mais elevada desde 2005.

Os dados referem que no terceiro trimestre foram criados 39.500 empregos (mais 0,24%), em contraste com a destruição de 96.900 empregos no mesmo trimestre de 2012.

O INE revela ainda que o número de lares com todos os seus membros no desemprego caiu em 13.400 no último trimestre (menos 0,74%), face ao anterior, para 1.807.700.