Cerca de 30% dos estagiários são contratados pelas empresas no final do período de estágio financiado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional, escreve o Jornal de Negócios.

Quando no último debate quinzenal o primeiro-ministro referiu uma taxa de empregabilidade de 70%, utilizou dados que medem a capacidade de os estagiários encontrem emprego em qualquer empresa, e não necessariamente naquela onde estagiaram.

Segundo o jornal, a questão foi esclarecida na última reunião do conselho de administração do IEFP, na passada quinta-feira

A questão da empregabilidade dos estágios voltou a ser debatida quando há duas semanas o Banco de Portugal revelou que um terço dos «empregos» criados no terceiro trimestre são na realidade estágios.

O número de estágios duplicou no último ano e envolvia 41 mil pessoas no final de outubro, num total de mais de 60 mil abrangidas ao longo dos primeiros dez meses do ano.