A DouroAzul recebeu hoje dois novos navios-hotel que custaram 25 milhões de euros e representam a criação de cerca de 80 novos postos de trabalho, disse à Lusa o dono da empresa de cruzeiros fluviais, Mário Ferreira.

As duas embarcações foram construídas em menos de um ano nos estaleiros da Navalria, do grupo Martifer, em Aveiro, e deverão começar a navegar no rio Douro durante este mês.

Segundo o empresário Mário Ferreira, os dois navios irão operar em exclusivo para o mercado norte-americano e os lugares «estão vendidos previamente até 2020».

As duas novas embarcações serão inauguradas no próximo dia 21 e terão como madrinhas a fadista Ana Moura e Laura Ferreira, mulher do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho.

«Será uma festa muito portuguesa para demonstrar e exemplificar o trabalho feito pelos portugueses nestes navios», afirmou o empresário portuense.

As embarcações, batizadas de Viking Hemming e Viking Torgil, têm capacidade para 106 passageiros cada, distribuídos por 53 cabines e suites.

Na sua construção foram utilizados 1.300 toneladas de aço, 10 toneladas de vidro, 27 quilómetros de tubos, 16 mil litros de tinta e 270 quilómetros de cabos elétricos.

Com estes dois navios, a DouroAzul aumenta a sua frota de navios-hotel para dez embarcações, com capacidade para transportar cerca de mil passageiros por semana ao longo do Douro.

Em 2013, o grupo DouroAzul transportou mais de 22 mil passageiros em navio-hotel, registando nesse ano um volume de negócios na ordem dos 24 milhões de euros.

Este ano, com a entrada ao serviço das novas embarcações, a empresa prevê atingir 34 milhões de euros em receitas.