O fabricante automóvel alemão Daimler anunciou hoje que quer eliminar 1.600 postos de trabalho no Brasil, no setor de veículos industriais, devido a um enfraquecimento económico na região.

Um porta-voz da Daimler informou que os funcionários da filial de camiões e autocarros Mercedes-Benz do Brasil podem optar por um programa de saídas voluntárias.

O construtor alemão, que emprega no Brasil 12 mil pessoas, já tinha referido no início do ano que avançaria com um programa de redução de postos de trabalho.

Outros fabricantes de camiões, como a MAN, também enfrentam dificuldades na América Latina pela desvalorização das divisas de muitos países e pelo aumento dos obstáculos para conseguir ajuda estatal para a compra de veículos novos.