A companhia aérea brasileira TAM oficializou esta terça-feira a rescisão de contratos com mais de 400 funcionários, incluindo comandantes, copilotos e comissários de bordo, num plano que ainda prevê a demissão de outros 400.

De acordo com a assessoria da companhia, os funcionários que hoje deixaram a empresa aderiram a um Plano de Demissão Voluntária.

A empresa prevê o corte de 811 empregados no total.

A empresa tem tido dificuldades com o aumento dos custos, o que já levou à redução de 12 por cento na sua oferta de voos domésticos, recorda a Lusa.