Arranca hoje a segunda fase de candidaturas para estágios profissionais do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Os estágios têm a duração de 9 meses e dirigem-se a desempregados inscritos no IEFP,  sobretudo os que têm entre 18 e 30 anos e também desempregados de longa duração.

Os estagiários têm direito a uma bolsa mensal, que varia em função do nível de qualificação. Pode ir dos 421 euros até aos 737 euros para um estagiário com doutoramento. Têm ainda direito a subsídio de refeição e  subsídio de transporte.

Podem candidatar-se também pessoas coletivas, do setor privado, com ou sem fins lucrativos. O IEFP apoia no pagamento das bolsas de estágio e comparticipa os subsídios.

As candidaturas vão até 3 de janeiro. na primeira fase, que decorreu entre maio e julho, o IEFP recebeu quase 14 mil candidaturas.

Para esta segunda fase, o Governo destinou mais de 36 milhões de euros. O norte fica com um terço da verba.