O Tesouro Público espanhol colocou esta terça-feira 4.524 milhões de euros em títulos a 6 e 12 meses oferecendo os juros mais baixos desde que começou a série histórica, em 2001, e suscitando grande procura de investidores.

Dados do mercado confirmam a colocação de 930 milhões de euros a seis meses, com pedidos que foram 5,9 vezes superiores à oferta e juros que caíram de 0,510% para 0,382%, o valor mais baixo registado.

Colocou ainda 3.594 milhões de euros a um ano, com os pedidos a serem 2,5 vezes superiores e o juro médio a cair de 0,726% para 0,618%, também o mais baixo desde 2001.

A operação, a primeira das duas previstas esta semana, ocorre depois dos juros da dívida espanhola a 10 anos terem caído para 3,5%, um nível que não se verificada desde 2006.

Analistas referem um crescente interesse de investidores pela dívida espanhola, com o risco da dívida, medido pelo diferencial entre os títulos espanhóis e alemães a 10 anos, a cair para os 180 pontos base.

A melhoria na dívida espanhola ocorre em paralelo à melhoria da dívida italiana, em resposta à mudança de Governo e a uma revisão em alta pela Moodys do rating da dívida de Itália.

Esta melhoria ocorre na mesma semana em que a Moodys deverá rever a sua nota para Espanha.