A EDP Renováveis (EDPR) divulgou que produziu 11 Twh [Terawatt-hora] de energia limpa no primeiro semestre, face a igual período do ano passado, o que representa um aumento de 6%.

Em comunicado enviado, esta quarta-feira, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a EDPR adianta que «o crescimento da produção reflete o aumento da capacidade instalada nos últimos 12 meses e o forte recurso eólico no período».

A empresa refere que as operações na Europa «foram o principal motor de crescimento da produção de eletricidade no primeiro semestre, ao registar um aumento de 8% para 5,2 TWh, representando 47% da produção do período» em análise.

Este desempenho foi sustentado por um aumento da produção em todas as regiões da Europa.

Nos primeiros seis meses do ano, a produção em Portugal cresceu 4%, face a igual período de 2013, em Espanha aumentou 1% e no resto da Europa a subida foi de 33%, «devido ao aumento de capacidade e do fator de utilização».

Já na América do Norte, «em resultado de um fator de utilização superior nos EUA», a EDPR «aumentou a sua produção em 4%».

A EDPR no Brasil registou um aumento de 5% «devido ao forte recurso eólico».

A empresa atingiu no primeiro semestre «um fator de utilização de 34%», contra 33% nos primeiros seis meses de 2013, «evidenciando o equilíbrio da sua carteira de ativos e a elevada qualidade dos seus parques eólicos devido ao distinto "know-how" na avaliação do potencial eólico».

Em junho último, a EDP Renováveis geria uma carteira de ativos de 8,6 GW [Gigawatt] em 10 países, dos quais 7,8 GW consolidados integralmente e 837 MW [Megawatt] consolidados pelo método de equivalência patrimonial (464 MW atribuíveis à EDPR no consórcio Eólicas de Portugal e 353 MW relativos a participações não controláveis em Espanha e nos EUA.

«Nos últimos 12 meses a EDPR adicionou 281 MW à capacidade consolidada integralmente e 92 MW (atribuíveis à EDPR) relativos à sua participação no consórcio Eólicas de Portugal. Do total de 373 MW adicionados, 343 MW foram instalados na Europa e 30 MW na América do Norte. Na Europa, foram adicionados 144 MW na Roménia (132 MW de energia eólica e 12 MW de solar PV), 54 MW na Polónia, 30 MW em Itália, 14 MW na Bélgica, 8 MW em França e 94 MW em Portugal (92 MW correspondem à capacidade atribuível à EDPR no consórcio Eólicas de Portugal e 2 MW de solar PV)».

No final do semestre, a EDPR tinha 449 Megawatts em fase de construção, dos quais 419 MW relativos a energia eólica e 30 MW de solar PV.