Os primeiros reembolsos de IRS serão efetuados 25 dias depois da entrega da respetiva declaração, garantiu esta quarta-feira o Ministério das Finanças.

O último balanço da tutela, feito à agência Lusa, dá conta que mais de 1,8 milhões de contribuintes já entregaram o IRS até ao dia 17 de abril, isto é, o último domingo.

Particularizando, nas entregas por Internet, até às 23:59 de domingo, foram rececionadas 1.811.712 declarações, mais 151.988 do que no mesmo período do ano passado.

Quanto às declarações em papel, entre 1 e 15 de abril deste ano, foram pré-registadas 125.055 declarações, menos do que em 2015. Estes números comparam com as 152.504 declarações pré-registadas dos mesmos dias do ano passado, sendo que na altura entrega em papel da primeira fase decorria no mês de março e não em abril.

duas fases possíveis para entregar o IRS: a primeira está a decorrer desde o início do mês de abril e a segunda é em maio. Se é trabalhador independente, tenha em atenção que o Governo reformulou o anexo SS (Segurança Social), a preencher juntamente com o IRS a entregar em maio.

Quem escolhe a Internet para fazer o IRS, terá de ter atenção ao browser escolhido, porque nem todos carregam os ficheiros do Fisco. 

O IRS é provavelmente uma dor de cabeça para muitos contribuintes, sobretudo os casais que não sabem se devem fazer o IRS em conjunto ou em separado

As novas tabelas de retenção na fonte em sede de IRS ainda estão a ser elaboradas e deverão aplicar-se apenas ao pagamento dos salários de maio.

Na semana passada, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, disse que “a reversão do enorme aumento de impostos” a que o país assistiu em 2012 tem de ser "gradual e seletiva”.