O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, garantiu esta quarta-feira que a CE tudo está a fazer para que os programas de financiamento comunitário arrancam já em Janeiro de 2014. Durão Barroso esteve reunido com o primeiro-ministro Passos Coelho e uma comitiva ministerial portuguesa que se deslocou a Bruxelas.

Durão Barroso falou da crise portuguesa e sublinhou que acredita que Portugal vai regressar as mercados com reformas sustentáveis. O responsável sublinhou que, nos próximos anos, Portugal vai receber quase 20 mil milhões de euros a fundo perdido, no âmbito do quadro comunitário de apoio. «É essencial que este dinheiro seja bem empregue», avisou.

O presidente da Comissão sustentou que «continua a ser importante ter o mais amplo consenso político e social, para concluir com êxito o programa de ajuda externa, quando faltam apenas três avaliações e cerca de oito meses para a conclusão deste programa», acrescentando que seria «muito negativo» que todos os sacrifícios feitos pelos portugueses fossem «desperdiçados» por não haver condições políticas ou sociais.