O presidente da Comissão Europeia apelou esta quarta-feira ao Parlamento Europeu e ao Conselho que evitem um «braço de ferro» institucional em torno do orçamento comunitário, dada a urgência de financiamento para alguns países, nota a Lusa.

O apelo de Durão Barroso ia no sentido de que a assembleia aprovasse a disponibilização de uma verba de 2,7 mil milhões de euros, em orçamento retificativo de 2013, a única forma de a Comissão poder honrar os seus compromissos.

O presidente da Comissão sublinhou que, para alguns países é crucial que o financiamento dos programas esteja operacional a partir de 01 de janeiro de 2014, razão pela qual, e «não querendo interferir» nas discussões entre Parlamento Europeu e Conselho, solicitou a estas instituições que, para já, aprovem o retificativo que permita libertar 2,7 mil milhões de euros para «pagar as faturas».

Barroso pediu ainda que concluam o acordo em torno do orçamento 2014-2020, o que disse acreditar ser possível «desde que todas as partes mostrem boa vontade».