Manhã de ganhos na bolsa nacional. O PSI20 sobe 0,34% para 4.774,38 pontos, a acompanhar a tendência na Europa, exceção para o alemão DAX.

Os investidores aguardam com alguma expetativa o desfecho da reunião do Banco Central Europeu e o discurso, posterior, do presidente Mário Draghi. Draghi continua pressionado a aumentar os estímulos à economia, numa altura em que a taxa de inflação nos 28 continua baixa e os crescimentos económicos são anémicos: 0,3% no segundo trimestre depois dos 0,5% nos primeiros meses do ano.

Mesmo assim, não é expetável que o presidente do BCE faça qualquer anúncio hoje, já que há expetativa que, antes disso, haja novidades no outro lado do Atlântico em matéria de subida de juros nos Estados Unidos da América. A taxa diretora do Banco Central Europeu será conhecida às 12:45, hora de Lisboa, cerca de uma hora depois Mário Draghi dará a habitual conferência de imprensa.

O PSI20 segue ajudado, sobretudo, pelas ações da Galp que cresce 0,57% para 13,185 euros – segundo o Negócios, o banco Bernstein cortou a recomendação da petrolífera portuguesa mas manteve o preço-alvo nos 14 euros - e dos títulos da banca. O BCP cresce 0,54% para 0,018 euros. Já o BPI, que continua sob fogo cruzados dos acionistas a aguardar agora mais uma sequela da assembleia-geral a 21 de setembro, sobe 0,93% para 1,076 euros – um valor abaixo dos 1,113 euros oferecidos pelo acionista espanhol CaixaBank na oferta de compra que fez para ficar com a maioria do capital do banco português.

A travar maiores ganhos no principal índice português, a Jerónimo Martins a perder 0,23% para 14,775 euros; Corticeira Amorim em queda de 0,02% para 8,45 euros e a Sonae Capital que derrapara 1% para 0,690 euros.